Imagem
Miocardiopatias

A miocardiopatia é uma condição clínica caracterizada pela alteração morfofuncional do coração, com diminuição progressiva da capacidade de se contrair e de relaxar para receber e bombear adequadamente o sangue para as artérias, órgãos e tecidos. São classificadas em: restritiva. hipertrófica e dilatada.

A restritiva ocorre quando o coração não consegue relaxar adequadamente para receber o sangue oxigenado, mantendo a sua função sistólica preservada, pelo menos nas fases iniciais da doença.

Na miocardiopatia hipertrófica o coração sofre um aumento da massa muscular diminuindo a capacidade de relaxamento e a cavidade ventricular esquerda, limitando o volume sanguíneo que o coração deveria receber e ejetar em cada contração.

Na miocardiopatia dilatada o coração aumenta de tamanho e sua incapacidade de contrair de forma efetiva, leva a uma diminuição do volume de sangue ejetado (lançado para a circulação e órgãos). As causas de miocardiopatia dilatada se confundem com as listadas em insuficiência cardíaca.



Para refletir:

"De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fossemos justificados, mas depois que a fé veio, já não estamos debaixo de aio. Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus, porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo."  Gl 3: 24 a 27