Imagem
Angina do peito

A angina do peito ou simplesmente angina, é que a sensação dolorosa geralmente na região retroesternal (na região central do tórax um pouco para esquerda) muitas vezes mal definida, espalhando-se pelo tórax, as vezes opressiva, em aperto, podendo  ser em queimor, relacionado a esforço ou emoções fortes, que pode ser direcionada para o  braço esquerdo e/ou costas.

Pode ser de natureza instável ou estável dependendo de quando iniciou a dor, se fazem dias ou meses; se vem aumentando de intensidade e duração; se está cada vez mais frequente mesmo com esforços menores. A precocidade desses sintomas pode estar relacionada à gravidade e/ou ao número de artérias comprometidas.

Quase sempre, está relacionada a uma placa pré-existente que limita a passagem do sangue na região afetada, quando o coração tem mais necessidade de aporte sanguíneo para nutri-lo de oxigênio, elemento fundamental na contratilidade do coração. Quase sempre melhora quando o paciente esta de repouso ou em ambiente tranquilo. As placas obstrutivas, podem ser de natureza lipídica (gordurosa), mista ou calcificadas (endurecidas), esta mais frequente em pessoas idosas e causadora da angina estável.

As placas gordurosas são muito frequentes em infarto nas pessoas mais jovens e, muito frequentemente, assintomáticas (sem sintomas) e sua instabilidade independe do tamanho das placas, o que dificulta em muito um diagnóstico precoce e consequente tratamento específico. Qualquer placa gordurosa pode se romper sem aviso prévio, mesmo em pessoas com check ups recentes e tidas como saudáveis, com eletrocardiograma, ecocardiograma e  até teste ergométrico normais. O infarto pode ser o primeiro evento, sem sinais prévios de anormalidades circulatórias e muitas vezes passa desapercebidos do estudo angiográfico (cateterismo).



Para refletir:

"E não somente isso, mas também nos glorificamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz paciência. E a paciência a experiência, e a experiência a esperança, e a esperança não traz confusão porquanto o amor de Deus esta derramado em nossos corações pelo Espirito Santo que nos foi dado."  Rm 5: 3 a 5